“Vanilla Sky” – Nuvens nas unhas! *-*

Aiiiiii meninas… fiz uma manicure que achei tão fofa, mas tão fofa, fofa, fofa!!! Com nuvenzinhas! Olha só:

Apesar de gostar de unhas diferentes, não sou muito de curtir desenhinhos, florzinhas e afins nas mãos… mas não resisti quando vi essas nuvenzinhas no blog “Nailside“, pois são tão simples (e fáceis de fazer!). Se quiserem saber como, no Nailside tem um post que explica direitinho!

Chamei de “Vanilla Sky” por causa das cores escolhidas… sabe aquele céu rosado lindo que às vezes aparece um pouco antes do anoitecer? Me inspirei nele, hehehe! Os esmaltes usados foram:

Deslumbre, da Passe Nati, Momento Penélope, da Risqué e Polaina Fun, da Impala. O segredo para dar certo é deixar secar bem entre cada camada! E o ideal é que os esmaltes das nuvenzinhas sejam bem pigmentados, para cobrir bem a cor que está por baixo, logo na primeira aplicação!

[Continue a ler este post!]

Batons Risqué Penélope Charmosa – Swatches!

Depois do post que fiz contando sobre a aula de automaquiagem com a expert Vanessa Rozan, em que foram usados os batons da coleção Penélope Charmosa da Risqué, várias pessoas me pediram para mostrar melhor os batons aqui no blog. Seu desejo é uma ordem!

Da direta para esquerda: Apuro Vinho, Atitude Pink, Charminho Nude e Momento Penélope!para mim, é a embalagem mais linda de batons do Brasil!

Iria mostrá-los de qualquer jeito (hehehe!), pois realmente foram uma surpresa muito boa… confesso que ainda não havia usado nenhum deles desde que foram lançados, em maio de 2011. Até achava as cores interessantes, mas não esperava muito de batons de uma marca de esmaltes… Eu não sabia o que estava perdendo!

Vejam como ficam nos lábios:

*-* Lindooooooooooos! A Risqué os descreve como “batons hidratantes de cobertura suave”… podem até ser bem suaves na textura, mas cobrem super bem, viu? É só notar a diferença nos lábios do batom mais clarinho, Momento Penélope, para o mais escuro, Apuro Vinho.

O Momento Penélope é um rosa azulado bem, mas beeeeem clarinho… O Charminho Nude já tem mais cor de boca… o Atitude Pink é pink, pink mesmo, azulado!  O Apuro Vinho é um vermelhão escuro mais puxado para o cereja! Todos tem um cheirinho doce bem característico… uma delícia!

[Continue a ler este post!]

Curso de Automaquiagem com Vanessa Rozan – veja as dicas!

Fui convidada pela Risqué para fazer um curso de automaquiagem com Vanessa Rozan, uma das mais baladadas (creio eu, a melhor!) maquiadora do Brasil, em seu Liceu de Maquiagem. Vanessa participa das principais semanas de moda do mundo, fez parte do Esquadrão da Moda no SBT e também foi maquiadora sênior da MAC por 6 anos. Que currículo, hein?

 O Liceu de Maquiagem é maravilhoso, depois mostro para vocês, em outros post (senão este ficará mais do que gigante!). Hoje vou me atentar a repassar a vocês as principais dicas de Vanessa na aula (ou, pelo menos, as mais elucidativas… pois muita coisa importante e interessante foi dita – muita mesmo!).

O foco era mostrar o passo a passo de uma make perfeita, com olho esfumadão e boca tudo, além de um bom acabamento na pele! Só digo que em aproximadamente 4 horas de aula, percebi que tudo que eu pensava que sabia de maquiagem era mentira. Não sabia nada! Hehehe! Simplesmente, reaprendi tudo do zero!

Corretivo

Eu já desconfiava que fazia algo de muito errado ao passar corretivo (e que pecava pelo exagero – mas não sabia que tanto assim!). Fiquei pasma ao descobrir que uma quantidade ínfima de produto realmente pode dar um resultado excelente, contanto que seja aplicada no lugar certo.

Vanessa disse que só temos olheiras na área da metade dos olhos até a parte interna dos mesmos… e é só aí (estritamente!) que o produto deve ser aplicado. Três míseras gotinhas nesses três pontos mostrados na foto acima bastam. Depois é só espalhar bem, com leves batidinha de pincel - mas sem arrastar - para depositar (e não remover) o produto. A maquiadora usou o pincel de sombra para o côncavo (limpo, é claro) para distribuir o corretivo e conseguir atingir bem cada cantinho.

Você pode estar pensando ao ler isso: “mentira, tenho olheira no canto externo dos olhos, sim senhor” – ok, até eu duvidei – …mas… não tem não! É só a sombra feita pelo osso da sobrancelha (experimente cobrir a região e você verá como é verdade!). E por mais que possa ter alguns vasinhos aparentes que costumam escurecer a região externa abaixo dos olhos (é o meu caso), uma boa base já dá conta de cobrir isso, sem excessos, de acordo com o que Vanessa ensinou!

O mais incrível é que sou totalmente neurótica com olheiras, considero que tenho o problema em grande intensidade e jamais pensaria que só isso poderia ser o suficiente… Mas, no meu caso, deu certo! Me senti bem melhor do que com a tradicional e pesada camada de corretivo que aplicava ao redor dos olhos inteiros! Vale a pena testar!

Boca

Na hora de fazer a boca, Vanessa aconselha sempre apagar os lábios com corretivo antes. Contornar também é uma boa pedida, aliás, imprescindível para se alcançar o efeito de “boca de photoshop” (como ela costuma chamar). Comece sempre do centro dos lábios para fora, com leves tracinhos de lápis, bem suaves. Não tente “riscar” o contorno todo de uma vez, fica artificial e é bem mais complicado. Nos cantos, sempre termine o traçado dentro dos lábios, preferencialmente, com a boca fechada. Assim você evita ultrapassar os limites naturais dos lábios, nas laterais (que sempre são mais complicadinhas de delinear, na minha opinião).

Se quiser, após contornar, preencha a boca toda com o lápis, antes de aplicar o batom. A duração melhora muito (sem falar que pode influenciar na cor final, o que pode ser muito interessante ao se procurar novas tonalidades)! Ah, na foto acima eu ainda não havia contornado os lábios com lápis. Só fizemos isso quando a Vanessa foi nos ensinar a passar batom escuro.

[Continue a ler este post!]