A Risqué lançou uma nova coleção toda trabalhada no hit da temporada: o brilho. Fazia tempo que eu não me interessava tanto por uma linha de esmaltes, mas como resistir a Risqué Efeitos, só com metálicos e glitters?

É muita beleza nessas tonalidades, pra tudo ficar melhor ainda… e olha só a riqueza dos glitters:

Vamos aos swatches:

Gold Vibes é um dourado metálico não muito amarelo e nem um pouco alaranjado. Um ouro velho bem sutil.

Não Ofusca Meu Bronze! é um bronze metalizado discreto, quase como se fosse um prata levemente corado para o marrom e o rosa. Um bronze descorado, porém muito chic.

De Rosé Com A Vida é um prata metálico com toque lilás frio. Meu preferido da coleção!

Nasci Prateada Pra Lua é um prata autêntico metálico.

O divertido de um look total black é poder brincar com as diferentes texturas e acabamentos dos materiais e tecidos, criando ao invés de um visual chapado um look glam, cheio de personalidade! E esta foi a minha proposta neste dia:

O vestido de tule com apliques bordados é da Renner. Ele é vendido individualmente, para que seja criada a sobreposição que mais lhe agrade. Pode ser sobre calça, short, camiseta, regata ou até sobre outro vestido.

No caso, estou usando por baixo dele o forro de um vestido Antix. Minha ideia era usar o vestido de tule por cima de algo que não descaracterizasse tanto sua textura e modelo, já que o achei esse uma graça quando o vi na loja!

A ankle boot com estrelas metalizadas também é da Renner. Eu adoro apliques, como já deu pra perceber, hehehe!

Essa jaqueta de couro deusa feat. maravilhosa é da Zara. Como resistir aos rebites e aos spikes de estrelas? Não tenho maturidade!

Ah! A choker é da Forever 21.

Beijinhos…!

Falar de coisa boa que funciona todo mundo gosta, né? E uma delas é o Serozinc La Roche-Posay, o spray purificante antioleosidade e anti-poros dilatado, que funcionou até na minha pele extra oleosa!

Vamos lá! O composto principal é uma solução de extrato de zinco. A intenção é simples: vaporizar sobre o rosto e automaticamente matificar a pele, reduzindo também os poros dilatados.

A indicação é utilizar de manhã e à noite. Eu uso assim, mas uso de outro jeito também: sobre a maquiagem. Antes e depois de passar, quando sinto que minha pele já está ficando oleosa novamente.

O resultado? Make renovada, matificada e com cara de recém feita. Sim, estou surpresa com o fato de que consigo manter uma maquiagem digna da manha até a noite, coisa raríssima para mim que não consigo deixá-la legal por mais de 2 ou 3 horas, pois meia hora depois de passar normalmente já estou com o rosto brilhando (para não dizer melecado – eca!).

Mas vale repetir: eu passo ANTES da make para criar uma base de pele purificada para recebê-la e reaplico depois algumas vezes ao dia, de 2 a 3, dependendo de quantas horas se passaram.