A saia midi virou uma febre internacional e os motivos são muitos. Ela se encaixa em praticamente todas as necessidades e gostos. Seja para o passeio ou para o trabalho, ela é estratégica para esbanjar estilo. Não é à toa que a peça é uma das mais procuradas em plataformas de moda feminina, como a Shafa.

Nem curta nem comprida, o modelo parece bem moderno e atual, mas a saia midi na verdade é uma versão criada já há algum tempo, quando as mulheres precisavam de uma versão prática da saia comprida para trabalhar. Hoje em dia, esse estilo aparece nas mais diferentes versões para cada estilo e momento.

Escolha o estilo de saia midi combina mais com você

Seja para o dia ou para a noite, sempre existe um modelo de saia midi especial que pode compor seu look. Basta saber escolher qual o seu preferido. Vamos se inspirar nestes modelos abaixo?

Saia midi jeans: esse modelo virou um caso de amor com muitas mulheres porque ele cai bem em praticamente qualquer lugar e dependendo da lavagem do jeans, no caso dos mais escuros, pode até ser usado para alguns ambientes de trabalho.

Saia midi rodada: essa versão é pura alegria e traz um toque de romantismo retrô, porque sempre resgata um pouco do sucesso dos anos 60 quando as mulheres usavam esse modelo para dançar. A midi rodada é uma ótima aposta para festas e formaturas.

Saia midi plissada: outro estilo que voltou do passado, mas repaginada para combinar com diversas sobreposições. O tecido plissado oferece leveza, movimento, sendo perfeita para todos os tipos de corpos e biótipos. É a mais cotada para o Outono Inverno 2020.

Saia midi evasê: versátil e sensual, esse modelo de saia também oferece movimento, mas não chega a ser rodada. Muitos a conhecem como saia em A pelo recorte parecer com a letra, justa e alta na cintura e que vai alargando conforme vai descendo pelo joelho. Muitas possuem uma abertura ou abotoamento para completar o charme.

Qual o comprimento ideal da saia midi?

Só as altas podem usar saia midi? MITO.

A saia midi é uma peça como muitas outras da moda feminina e apresenta muitos mistérios e segredos, entre eles está o comprimento. Há quem pense que a saia midi só exista em um único comprimento, logo abaixo do joelho. Algumas mulheres podem achar que esse é um tipo de saia que deve ser evitada pelas baixinhas. Isso é um engano. O modelo pode ser usado por todas as mulheres, basta saber escolher a peça e comprimento ideal. As mais baixinhas podem optar por cintura alta e comprimento mais próximo do joelho.

Na dúvida, sempre prefira as peças monocromáticas que combinam com todos os estilos e biotipos.

Se essas dicas te inspiraram, não deixe de pesquisar modelos de saia midi na plataforma da Shafa.

Qual o seu modelo de saia midi favorito?

13/03/2020

Num mundo de correria e individualista, com pouco tempo para atividades sociais que envolvam lazer e descontração, fica quase impossível conhecer gente nova. Todos se sentem cada vez mais sozinhos, ansiosos e isolados. A sensação é que fazer amigos é uma tarefa impossível. O que dirá então, encontrar um grande amor?

Mas não precisa ser assim! Se a internet facilita diversas tarefas do dia a dia, podemos então utilizá-la como aliada nessa empreitada.

Apesar da ideia de entrar em um site de relacionamento ou aplicativo assustar a princípio, pela superficialidade e intenções em parte libidinosas de suas interações, existe uma opção bem mais sadia e amistosa para quem quer encontrar companhia: AOutraMetade.

Continue lendo >>

17/10/2019

De vez em quando é bom resumir num artigo todos os erros frequentes que se fazem num make up: são pequenas mas boas dicas que podem ajudar no aperfeiçoamento da sua maquiagem! 

Os erros nos quais precisamos prestar atenção são 3, dois com referência ao corretivo e um às sobrancelhas. São erros muito comuns, por isso neste artigo iremos explicar o motivo graças à colaboração da Escola Nacional de Maquiagem. Aliás, como nos contaram os professores da ENM, os alunos de um curso de maquiagem profissional, futuros profissionais, muitas vezes cometem estes erros.

Corretivo claro demais 

Este é um dos erros que se comete comumente: não se trata somente de um erro na escolha da tonalidade certa. Muitas vezes, compramos um corretivo muito mais claro do nosso tom de pele para obter um efeito contouring e iluminar o rosto em algumas partes, como por exemplo a parte abaixo dos olhos. 

Essa técnica não é totalmente errada entretanto fica assim do momento em que a cor do corretivo é diferente demais em comparação à pele. Neste caso, você não obterá somente uma base pouco natural mas também irá evidenciar os olheiras que ficarão acizentadas. Os métodos certos para solucionar este problema são dois: primeiro escolher um corretivo de apenas meio tom mais claro, segundo escolher um corretivo da mesma cor (pois cobrirá melhor as olheiras) e depois passar um corretivo iluminador.

Sobrancelhas “altas” demais 

As sobrancelhas têm uma forte influência sobre o seu visual e sobretudo sobre seu olhar. O problema é que às vezes se exagera acentuando demais este traço, obtendo um resultado desagradável como na foto.

Para evitar cometer este erro seria bom seguir sempre a linha natural das sobrancelhas, sem aumentar muito o volume. 

Corretivo mal aplicado 

Quase sempre o instinto é aquele de cobrir exclusivamente a imperfeição, ou seja a olheira. Isso é certo se usarmos um corretivo colorido (por exemplo amarelo ou laranjado). Ao contrário, se usarmos um corretivo do tom da pele, seria melhor não se limitar a cobrir a olheira mas aplicar o produto na zona inteira.

Desenhe um triângulo, sendo a base a sua pálpebra. Isso vai servir não só para iluminar esta parte do rosto mas também para dar luz ao olhar e ao rosto inteiro. 

Gostou das dicas?

Minha maior dificuldade está em não exagerar na quantidade de corretivo e em não errar no tom. E a sua?

16/10/2019