Mais um Natal se aproximando… mais uma opção de decoração natalina aqui em casa!

A árvore de Natal na parede com pisca-pisca já virou uma tradição aqui em casa. Como já contei num post com a decoração de um ano anterior, não há espaço de sobra para uma árvore volumosa, mas ficar sem ela nunca foi uma opção aqui para nós. Agora, a cada ano, penso num estilo diferente para montá-la.

Continuo prendendo o pisca-pisca com durex na parede e eles continuam segurando o enfeite direitinho até janeiro, sem problema algum. Algumas pessoas preferem utilizar pregos para tal fim, mas como o durex continua funcionando sem deixar nenhuma marca nem arrancar tinta na hora de remover, vou permanecer utilizando o produto.

A única novidade é que optei pelo modelo de luzinhas a pilha, para não ter que ligá-las na tomada dessa vez. Numa próxima, certamente tentarei usar o famoso fio fada, um cordão de cobre com luzes de led, mais leve, fino e rígido, por isso mais  fácil de modelar.

Gostou? Mais ideias de árvores de Natal para decorar espaços pequenos você encontra neste post aqui.

Estamos em novembro e o clima natalino já começa a aparecer, junto com a vontade de decorar a casa. E uma bela árvore não pode faltar. Mas e se faltar espaço? Uma pedida bem legal é fazer uma árvore de Natal na parede de pisca-pisca. Eis a minha:

Na verdade, pra esse ano eu ainda não fiz a decoração, essa é a do ano passado. Mesmo assim, tá valendo como ideia, né? No meu apê, a sala e a cozinha são no estilo americano, então o que enfeita um acaba enfeitando os dois ambientes.

Na montagem, algumas pessoas utilizam pregos para fixar o pisca-pisca na forma de zig zag. Como minha parede é de lousa, optei por algo que não fosse deixar marcas após ser removido e nem aparecer, tirando a graça do enfeite: fita adesiva transparente (o famoso durex). Tive que caprichar na aplicação para segurar o peso dos fios, principalmente nos vértices. Pra minha felicidade, aguentou de novembro à janeiro de maneira intacta!

A estilização foi fácil. Como queria algo mais simples e minimalista, desenhei as linhas com giz, só para guiar a aplicação do pisca-pisca. Não apaguei as linhas guias, pois o resultado é legal também com as luzes desligadas. Esse ano talvez eu faça uma árvore maior, comprando um pisca-pisca mais comprido (esse era um dos tamanhos mais curtinhos do mercado).

Se quiser ver mais ideias de árvores de Natal para decorar espaços pequenos, este post aqui está cheio de inspirações.

Preparada para temporada de fim de ano?

Olá! Esses dias estão sendo muito especiais (e corridos) para mim e meu marido, pois estamos aos poucos mudando para a nossa nova casinha. Finalmente! Há coisas a serem feitas ainda, mas estando no apê fica bem mais fácil de cuidar desses detalhes. Não consigo tirar decor da cabeça, então nada mais natural do que escrever sobre o assunto.

gostei-e-agora-galeria-de-parede-mix-de-quadros-01

O tema do post é o famoso mix de quadros, formando uma galeria de parede (gallery wall). Sempre achei encantador, pois acaba sendo uma maneira dos donos da casa colocarem muito de suas personalidades e história na decoração, já que a escolha das artes é algo super subjetivo. Sem falar que fica mega estiloso e divertido!

gostei-e-agora-galeria-de-parede-mix-de-quadros-03

gostei-e-agora-galeria-de-parede-mix-de-quadros-06

A gente sempre pensa em quadros emoldurados ao lembrar de galeria, mas como a ideia é criar uma mistura legal e interessante, dá para usar junto painéis, posters, espelhos, placas, letreiros, porta-retratos e até molduras decorativas vazias. Ou seja: tudo que der para pendurar!

gostei-e-agora-galeria-de-parede-mix-de-quadros-08

gostei-e-agora-galeria-de-parede-mix-de-quadros-16

Não existem regras também ao se falar no tamanho ou disposição dos quadros. Eles podem ter dimensões idênticas ou totalmente diferentes, além de serem colocados de maneira simétrica ou não na parede. O importante é manter o equilíbrio na distribuição das peças, nunca deixar um lado ficar mais “pesado” ou vazio do que o outro, mesmo que opte por uma distribuição menos certinha.

Abaixo, alguns esquemas para não ter erro:

gostei-e-agora-galeria-de-parede-mix-de-quadros-disposicao-02

gostei-e-agora-galeria-de-parede-mix-de-quadros-disposicao-01

Como objetivo do mix é conseguir uma teórica bagunça, só que bem organizada, vale a pena testar o esqueminha antes na própria parede, colando moldes dos quadros feitos com papel craft nos lugares exatos em que ficarão, antes de fixá-los.

gostei-e-agora-galeria-de-parede-mix-de-quadros-teste-papel-craft

Ah, claro! Apesar de haver toda liberdade do mundo na hora da escolha das obras, sempre deve-se pensar em manter também uma harmonia entre elas, assim como fazemos ao criar um mix de estampas na hora de se vestir.

É possível (e até aconselhável) misturar desenhos, pinturas, mapas, artes abstratas ou geométricas, fotografias, colagens, esculturas ou enfeites de parede, texturas e “letterings” com temáticas distintas, o importante é que conversem entre si.

gostei-e-agora-galeria-de-parede-mix-de-quadros-06

gostei-e-agora-galeria-de-parede-mix-de-quadros-07

Não precisa seguir exatamente um padrão como nos exemplos acima, em que tons de rosa/azul e preto/branco predominam em cada composição, respectivamente, só precisa ficar agradável aos olhos. E, lógico: tem que ter afinidade com o resto da decoração do cômodo.