Você compra aquela linda e desejada correntinha, em ouro ou prata, para que dure bastante. E ela se torna um acessório inseparável, daqueles que você não tira nem para dormir! Aí, num belo dia nota que sua joia não está mais tão bonita e reluzente como no começo. Até mudou de cor. E agora?

Calma que tem jeito de deixá-la como nova, novinha em folha… e eu vou ensinar agora!

Por que isso acontece?

Primeiro, vamos entender o que causa esse problema nos metais em geral, inclusive na prata e no ouro: é um processo natural chamado oxidação. O oxigênio presente no ar reage com as moléculas do metal, gerando esse aspecto o escurecido na superfície da joia. Alguns hábitos aceleram esse processo, como o contato com produtos de limpeza, cosméticos em geral (sabonetes, hidratantes, perfumes, colorações de cabelo e etc) ou o próprio suor da pessoa, que para alguns pode ser mais ácido. Por isso, é recomendado tirar as joias no banho e ao entrar em piscinas – ou até evitar usá-las ininterruptamente, minimizando o contato com essas substâncias.

A boa notícia é que em metais nobres o processo de oxidação é reversível. É só limpá-las! A seguir, veja as maneiras caseiras mais comuns de limpar suas joias, dependendo do material em que foi confeccionada.

Como limpar correntes de prata

A forma mais simples de limpar sua corrente ou outra joia de prata é utilizando bicarbonato de sódio. Basta 1 colher de sopa em 200 ml de água. Coloque a solução em uma panela junto com sua correntinha e ligue o fogo. Assim que começar a ferver, desligue o fogo e deixe a corrente de molho. Aí, é só retirar quando a água ficar morna, para enxugar e secar.

Continue lendo >>

Se você não sabe o nome, com certeza já viu por aí. Sabe aquelas botas que encaixam certinho no pé, igual uma meia, sem precisar de cadarço ou zíper? São as botas em knit.

O knit é o que há de mais atual e moderno na moda e já se tornou o must have das botas femininas para a temporada de inverno. A tendência une conforto, leveza e praticidade, exatamente como os tempos atuais pedem.

Knit significa malha em inglês. O processo de criação é semelhante ao do tricô e do crochê, mas a tecnologia, chamada fully shaped (em 3D), permite que o calçado seja confeccionado de modo inteiriço, sem que haja nenhuma costura ou sobra de material. Tal fato torna o produto mais ecológico e menos custoso. Por isso, o knit é uma revolução no ramo dos calçados, aparecendo não só nas botas, também em tênis e outros modelos.

Outra vantagem das botas em knit é a versatilidade, já que combinam não só com os looks esportivos, mas dão charme a qualquer produção, das mais românticas às mais ousadas, inclusive nas mais arrumadinhas. E não tem nada mais contemporâneo e arrojado no momento do que apostar em botas de knit. Por isso, ao escolher uma bota do tipo, com certeza a informação de moda e estilo vem junto.

Continue lendo >>

A inspiração no estilo dos Anos 90 continua em alta, então não é uma surpresa trend da qual falo nesse post estar reinando há algumas temporadas:

gostei-e-agora-vestido-com-camiseta-01

Nada mais cool do que reviver o estilo a la Patricinhas de Beverly Hills e criar um look descolado usando uma camiseta por baixo do vestido. A combinação do momento é a do slipdress, aquele modelo tipo camisola (que está com tudo), com uma tee bem basicona.

gostei-e-agora-vestido-com-camiseta-02

Quanto mais simples a camisetinha e mais delicado o vestido, mais interessante é o contraste gerado. Por isso, materiais como cetim, seda e renda são super bem vindos no vestido, assim como as alças bem finas. Quanto a camiseta, apesar do branco ser aposta certa, é possível brincar com as cores e estampas. Dá até para se jogar num mix!

Continue lendo >>