O Bioderma Photoderm Nude Touch FPS 50+ é um protetor solar com cor que promete aliar alta proteção com aparência natural e efeito mate aveludado, indicado para peles mistas a oleosas. Como faço parte do grupo das peles oleosíssimas, logo me animei com o lançamento. Estou usando o produto e neste post falarei mais um pouco sobre seus benefícios e minhas percepções.

Por que ele é diferente?

Primeiro, porque a proteção oferecida é 100% mineral, formando uma barreira física e mais segura contra os raios UVA, UVB e luz visível.

Eu não sabia, mas existem dois tipos de protetores solares: os físicos e os químicos. O químico é o mais popular, com ingredientes que penetram nas primeiras camadas da pele e absorvem a radiação ultravioleta (altamente energética) transformando-a em radiação de baixa energia, evitando assim os danos à pele. Já o protetor solar físico não penetra na pele, pelo contrário: funciona como um escudo que bloqueia e reflete totalmente os raios solares.

O que acontece é que, pela formulação, o filtro químico geralmente é mais leve e fácil de espalhar, mas sai com facilidade. O físico costuma ser um pouco mais difícil de espalhar, podendo pode deixar o rosto levemente branco por conta da barreira que ele faz na pele, mas dura muito mais.

Aí que entra o segundo diferencial do Photoderm Nude Touch. Ele é super leve, graças à tecnologia Liquid to Powder: a principio ele é líquido, mas após 60 segundos em contato com a pele ele evapora e se transforma em pó, garantindo o efeito de pele mate aveludada. Por isso, é fundamental que se agite bem o frasco antes de usar. Aliás, não posso deixar de citar um estranhamento que ele causa na hora da aplicação: ao primeiro contato, a sensação que dá é que o produto é bem “siliconado”, até oleoso. Mas é só impressão, pois ao secar depois de alguns segundos na pele, ele alcança a textura sequinha e suave prometida.

Ainda, promete deixar a pele livre de oleosidade por 8h e melhorar a textura e a uniformidade da pele com uso contínuo.

São 3 tons: Muito Claro, Claro e Dourado, feitos para se adaptar a um amplo espectro de tonalidades de pele, das mais brancas às negras.

Sou super branquinha e fiquei feliz pelo Muito Claro funcionar em mim, pois a maioria dos produtos do tipo ainda ficam escuros demais na minha pele, mesmo nas versões mais claras. A cor é levemente amarelada, mas deu certo pois esse detalhe serviu para neutralizar um pouco do meu tom excessivamente rosado natural.

Cosméticos e produtos de beleza não faltam para nos auxiliar a manter a pele sempre bem tratada e bonita. Porém, justamente pela variedade e múltiplas funções, muitas vezes optamos por usar mais de deles de cada vez. E agora? Dá para usar tudo ao mesmo tempo e mesmo assim obter o melhor do resultado de cada um deles, sem ficar com a pele pesada?

Claro! É só seguir sempre a ordem correta de aplicação, sobre a qual irei falar agora.

ordem-certa-aplicacao-cosmeticos-produtos-de-beleza-rosto-02

Cada produto tem textura, peso e densidade diferentes, sem falar dos objetivos distintos. Isto faz toda diferença na hora de elencar a ordem de utilização de uma maneira inteligente.

Basicamente, a ordem ideal sempre vai do produto mais leve e de rápida absorção para o mais denso. Exemplificando, a rotina diária de aplicação de cosméticos no rosto ficaria assim então:

ordem-certa-aplicacao-cosmeticos-produtos-de-beleza-rosto-01

  1. Sabonete ou gel de limpeza: é bem óbvio que sempre devemos começar nossa rotina de beleza com a pele bem limpa. Não há muitos segredos neste passo, é só escolher o produto que se adeque melhor ao seu tipo de pele.
  2. Tônico ou Adstringente: após a lavagem, os tônicos tem o poder não só de limpar os poros e remover resíduos de maneira mais profunda, mas também o importante papel de reequilibrar o pH da pele, preparando-a para os próximos passos. Os adstringentes, além de tonificar, têm em sua fórmula ingredientes que ajudam a controlar a oleosidade da pele.
  3. Sérum: devemos priorizar os sérums na ordem de aplicação dos cosméticos faciais pois, por causa de sua textura e leveza, esses produtos são absorvidos de maneira mais rápida pela pele, entregando uma alta concentração de ingredientes ativos de maneira mais eficaz do que os restantes. E, geralmente, em peles mais jovens, ainda cumprem a tarefa de hidratar. Se não for o caso, use o sérum sempre antes do hidratante. E caso deseje utilizar mais de um sérum com funções distintas, opte sempre por começar pelo mais leve e de rápida absorção.
  4. Vitamina C: é super importante complementar a rotina de cuidados faciais com produtos à base de vitamina C, devido às propriedades antioxidantes. A substância é essencial para o funcionamento da pele, protegendo contra os estragos da oxidação causada pelos radicais livres e promovendo a produção de colágeno.
  5. Protetor Solar: o uso diário de filtro solar é indispensável para proteger a pele do fotoenvelhecimento e outros efeitos nocivos causados pelo Sol. Deve ser aplicado por último, pelo seu poder bloqueador e textura mais densa. Sua presença na pele antes de qualquer outro dermocosmético prejudicará e até impedirá a absorção do mesmo.

Gosto de filtro solares com toque seco, pois deixam a pele com uma textura matificada ideal para receber a maquiagem, ainda mais no meu caso, em que tenho a pele bem oleosa.

Acima simulei uma rotina de cuidados diários para uma pele normal, mas sempre é importante escolher produtos com propriedades adequadas e benéficas ao seu tipo de pele, mesmo porque é essa atitude que garantirá que esses vários cosméticos usados ao mesmo tempo não pesem na pele.

Agora vou falar sobre mais uma novidade que a Mantecorp Skincare trouxe para a gente: o protetor solar Episol MIT, com toque seco.

Antes de tudo, acho que nem preciso dizer da importância de proteger a pele da luz solar diariamente, por mais que não seja aquele momento de praia ou piscina. Pelo que ouvi falar, os danos causados pela exposição ao sol são cumulativos, o que significa que até o sol que você tomou quando criança vai contar mais para frente. Para falar a verdade, até aquelas saidinha para ir à padaria irá contar, ainda mais sendo frequente. Tudo isso mesmo com o céu nublado. Por isso, é indispensável estar SEMPRE com a pele protegida! Pode não fazer muito sentido hoje em dia, mas lá na frente vai fazer toda a diferença!

Por isso que as celebridades não abrem mão: 60 com carinha de 30, hehehe!

Falo tudo isso mas vira e mexe rola um desleixo básico aqui. Grande parte disso ocorre porque tenho a pele super oleosa e, por mais que os protetores solares de uso diário prometam, poucos realmente não pioram essa situação… aí cometo o crime de deixar a aplicação de lado. Uma das grandes vantagens do Episol MIT é essa: não tem nada de gorduroso! Na verdade, em pouco afeta a aparência e a textura da pele após a aplicação.

gostei-e-agora-episol-mit-protetor-solar-mantecorp-skincare-02

Ok, mas vamos à parte da proteção solar. Qual o diferencial do produto? Além da promessa de proteger contra os raios UVA e UVB, também protege contra os raios IV (infravermelhos). É o único do mercado que faz isso!

Tá, mas e daí? Eu pesquisei para tentar entender e os tais dos raios infravermelhos (IV) são do mal mesmo, conseguem penetrar em camadas mais profundas da pele em comparação aos ultravioletas (UV), desencadeando aquele temido processo: radicais livres em excesso nas células, causando alterações no DNA mitocôndria e interferindo na formação do colágeno. Em outras palavras: causam o envelhecimento precoce, rugas e manchas (e, pior: a possível formação de um câncer de pele).

Ou seja: bem melhor estar protegida também contra a radiação IV, não só à UV, né?

Ah, semana passada mostrei aqui creme rejuvenescedor Agecare Noturno, que também age nas mitocôndrias das células.

gostei-e-agora-episol-mit-protetor-solar-mantecorp-skincare-03

Como disse, o Episol MIT não é oleoso. Pode parecer um pouquinho consistente ao primeiro contato, mas é só impressão, pois é fácil de espalhar e tem rápida absorção (quem usar não vai ficar com a cara esbranquiçada nem melada!). Não tem cheiro de nada. É descrito como resistente à água, hipoalergênico, não comedogênico (não provoca cravos) e livre de parabenos, essências e corantes.

O melhor é que o toque da pele realmente fica sequinho depois do uso. Adorei isso! Parece que você não passou nada, é super leve!

gostei-e-agora-episol-mit-protetor-solar-mantecorp-skincare-04

Preço Episol MIT – Protetor Solar FPS 50

A sugestão de preço médio é de R$ 65,00. A bisnaga vem com 60g, com aplicador no formato pump. Já está à venda em farmácias, drogarias e lojas especializadas.

Além da versão Episol MIT FPS 50, utilizada para a resenha, existe uma com fator de proteção mais baixo, o Episol Mit FPS 30.

Fica a pergunta: você usa protetor solar todo dia?