10 roupas para parecer mais magra!

Os mais céticos dizem que o melhor jeito de parecer mais magra é… perdendo alguns quilinhos! Ok… infelizmente eles estão certos! Mas também não dá para negar que algumas peças têm o poder de afinar e balancear a silhueta, deixando qualquer mulher curvilínea elegante e mais confiante. Vamos ver quais são?

Antes de tudo, quero dizer que me baseei nas minhas próprias observações e experiências e não sou uma profissional de consultoria de imagem. Ok?

Vou começar pela queridinha desta (e da próxima) temporada:

O poder emagrecedor da estampa espelhada ocorre por mera ilusão de ótica! As extremidades idênticas e equidistantes tendem a se aproximar visualmente, diminuindo a extensão entre as laterais do vestido, saia ou calça. No corpo, isto dá a impressão de sermos mais “fininhas” e longilíneas.

Eu duvidava, mas após postar uma foto com um vestido longo inteirinho neste padrão, os comentários sobre eu parecer mais magra me fizeram acreditar neste efeito mágico… sem falar que este tipo de estampa, rebuscada, é totalmente enriquecedor e belo!

Fundos pretos ou escuros propiciam um efeito mais intenso.

Mais uma aposta na ilusão de ótica, neste caso gerada pelas tonalidades contrastantes. Cor é luz… e é a luz que revela e evidencia o formato das coisas. Ao visualizar alguém com um vestido desses, o cérebro entende que o corpo da pessoa se resume somente à área branca, já que o restante está em “penumbra”. Resultado: herdamos os contornos da parte clara do vestido (já que as laterais estão ocultas)!

Genial! Só tem que prestar atenção para ver se a região preta é mesmo aquela que você deseja tirar de foco (para não obter desastroso efeito contrário!)E nem preciso dizer que preto e branco é clássico, super chique e…

 

Certo… você colocou aquela roupa tão desejada, está quase tudo bom, mas você sente que ainda é necessário dar uma alongada na figura, né?

Isto é fácil, menina! Lance mão de um belo blazer, estruturado e mais compridinho (de preferência, que chegue quaaase a cobrir o quadril), levemente acinturado! Você irá ficar mais fina, em todos os sentidos, hehehe!

O vestido aumenta o quadril? Blazer nele… Evidencia a barriga? Blazer nele… Marca muito o corpo? Blazer nele… Emperiguetou? Blazer nele…

Outro fator importantíssimo do blazer é a manga longa. Além das pernas, os braços mais roliços entregam de bandeja o fato de estarmos acima do peso, mais do que a própria barriga – e encobrir a região pode ser bem conveniente (só não vale passar calor, hein?)

Se quiser fugir do preto básico (e do branco, que está com tudoooooo atualmente), vá de colorido. Se a roupa for neutra (branca, bege, nude, preta, cinza), fique com a cor que preferir. Se for estampada, experimente selecionar uma única tonalidade presente na estampa e usar o blazer num tom similar.

Ah! No inverno tá valendo o “Sobretudo nele” e o “Trench Coat nele”, claaaaaro!

Podemos não ter exatamente o corpo que queríamos, mas ao menos podemos modelá-lo como gostaríamos. E a forma que mais se assemelha a desejada pela maioria das mulheres é a do tubinho, proporcional, esguia e acinturada, sem nada fora do lugar. Quel tal pegar esse shape emprestado?

O comprimento ideal é um tiquinho acima do joelho (novamente, pelo fator “esticamento”). Toda voluptuosidade fica acomodada nos contornos e na estrutura do modelo…

Se os braços também estiverem incomodando, prefira as versões com manguinha!

Dica: Vestido tubinho + Blazer = Magreza em pessoa! hahaha!

É culpa da genética: as primeiras partes que aumentam quando uma mulher engorda são as pernas, bumbum e quadril, que continuam a crescer pouco a pouco, denunciando o ganho de peso (e as imperfeições decorrentes deste fato). Por questão de lógica, se tirarmos essas áreas do campo de visão, podemos sumir com parte do problema (momentaneamente) não é?

Viva aos longos!

Muita calma… não basta sair vestindo a cortina de casa de qualquer jeito. O longo tem que ter um bom caimento e, no caso das cheinhas, marcar de leve a cintura, para mostrar que o corpo não é um quadradão. E, preferencialmente, deve ser soltinho na região da barriga e quadril (por razões óbvias).

Jaquetas cropped, bolerinhos e casacos curtos são complementos recomendados. Evite coletes se os braços forem problema!

Polêmica: dizem que baixinhas não devem usar longos, mas acredito tanto no potencial de alongamento da peça que chego a desconfiar desta regra. Nunca repararam que, em fotos, baixinhas com longos sempre parecem ser mais altas? (vide post do Trend Twins)

Enfim… o que importa é que, vestindo longos, ficamos imponentes, femininas e seguras!

Tons escuros mandam bem no quesito emagrecer, quem não sabe? Mas eu disse “tons escuros”… e não só “preto”!

Tá, preto “emagrece” mesmo… mas não precisa ser necessariamente ele para se alcançar o mesmo êxito. Tonalidades profundas, como borgonha, azul marinho, petróleo, roxo ametista e verde esmeralda também são eficazes (com o benefício de sairem do lugar comum e serem eternamente nobres)! Isto também vale para meias-calça, viu?

Caso não queira usar tudo na mesma cor (sim, acredite – é tendência), utilize sempre a nuance mais escura na parte que quer diminuir. Ou… já pensou num color block de tons análogos (próximos)?

Camisetas compridas e soltinhas costumam ser as melhores amigas das gordinhas. São práticas, não marcam o corpo, alongam o tronco, escondem as gordurinhas e disfarçam o quadril. É aquela história: como a modelagem da camiseta já é ampla, o observador julga que o volume a mais é parte integrante da peça, não do corpo que a está vestindo, já que qualquer mulher adquire essa estrutura mais ampla ao vesti-la.

A vantagem é que são completamente estilosas e propiciam um ar despojado, moderno! Porém, é fundamental esquecer aquela imagem de “gorda de camisetão e legging”, que já ficou láaaaaa atrás, trancada a sete chaves! Abuse das estampas e acabamentos especiais, como florais, animal prints, paetês e tecidos metalizados! O ideal é escolher uma única peça para dar o toque diferente: ou só a camiseta, ou só a legging (ou jeans skinny). A parte de baixo deve ser mais sequinha!

Uma jaquetinha perfecto (que pode ser mais curta) ou um blazer complementa o look com maestria!

Obs: Se a pessoa estiver muito acima do peso, ao escolher uma camiseta larga demais, o efeito pode ser exatamente o contrário – o de ampliação da figura. Creio que, para qualquer uma, o ideal é que essas peças tenham o caimento solto, mas não sejam extremamente folgadas. Não basta comprar uma camiseta comum num tamanho muito maior do que o utilizado normalmente. Este tipo de camiseta que citei no post, as oversized, já tem modelagem própria para dar resultado soltinho sem adicionar volume (e devem ser adquiridas em sua numeração usual).

Qual é a da Flare? Harmonizar as proporções. Uma calça tipo skinny, que é extremamente justa e afunilada nas pernas, só poderia resultar em quadrilzão e coxões em evidência. Já a boca mais larga da flare tira o foco das áreas críticas, deixando a silhueta mais equilibrada (e longa, pela barra que cobre o salto do calçado).

Batas e Kaftans geralmente são adorados pelas gordinhas, principalmente pelas que se preocupam mais com a barriga e os braços. Essas regiões são delicadamente envolvidas pela peça, de maneira leve e cheia de personalidade. O interessante é que, embora seja um item de modelagem ampla, a cintura continua em destaque, exalando feminilidade! E a modelagem fluida inspira delicadeza e suavidade, mesmo em uma estrutura mais robusta!

 

Além de ser um dos modelitos mais doces e românticos existentes, o vestidinho rodado (fit and flare dress) é um grande aliado na hora de esconder as gordurinhas, seja na barriga ou na região do quadril. Marca graciosamente a cintura, o que é ótimo tanto para quem já possui esse contorno realçado naturalmente quanto para quem é mais retinha. Ou seja: esconde o necessário e cria o que está em falta.

Um dos meus preferidos! Porém, deve-se ficar atenta ao comprimento da saia. Casacos curtinhos, jaquetinhas e boleros são bem vindos (contanto que não escondam a cintura)! Coletes devem ser evitados por quem não quer chamar atenção para os braços.

.

É isso! Agora todas podemos ficar magrinhas, mesmo que seja de mentirinha… hahaha! Basta escolher a opção que mais te agrada ou contempla!

Só não esqueça do mais importante detalhe: a lingerie é o alicerce de tudo! Sempre preze pela qualidade e modelagem adequada, que não marque ou divida o corpo caso contrário, a maioria disso pode ir por água abaixo, de bobeira!

Comentários

  1. juliabarbosa1d disse:

    Adorei as dicas, sou um pouco gordinha mesmo :D http://blogueiramaquiada.blogspot.com.br/

  2. Flavia Signori disse:

    Adoro camisetas oversized! Mas eu ainda acho que me aumentam em mil vezes lol Só que são tão práticas, que acabo nem ligando pra isso.

    Batas eu também adoro, mas depende da bata… Gostei dessas que você mostrou, aliás, amei a primeira (de onde é?). Mas eu tenho uma bata que eu amo a estampa e o tecido, só que ela é bem soltinha. Então tento colocar parte por dentro da calça e soltar, o que deixa um caimento legal ou usar um cinto pra marcar a cintura e não parecer um balãozinho hehehe

    Queria encontrar estampas espelhadas com mais facilidade ._.

    =*****

    • A maioria dessas bata são Cavalli, por isso que são tão escândalo! Hehe!
      O que eu curto nas camisetas oversized é que qualquer mulher fica "grande" nelas, então acaba sendo mais democrático nas gordas e na magrinhas… E elas não marcam tanto, além do que as estampas estão bem modernas. Acho estiloso e confortável! Hehehe!

  3. Vivian disse:

    Ameeeeeiiii as dicas! O vestido espelhado é uma coisa de louco, mesmo, viu? Acabei comprando um da Antix com a mesma estampa que o seu, só que curto ou invés do longo.
    Essa é a sua única dica que eu tenho dificuldade em aplicar: o vestido longo. Acho q não fica bem em mim…. Aquele vestido de mar ( da Antix!) é outro que eu provei na loja e não gostei de como ficou… agora vi que eles lançaram o curto e estou louca p/ comprar…
    Pra não dizer que todos são curtos, eu comprei aquele longo de borboletas dessa coleção, que tem um tecido bem fluído… aquele ficou bonito, sim, mas é exceção! hehe E os mullets que matam a minha vontade de longos sem serem longos.
    A dica do blazer é mara, eu já tinha usado, mas sem me dar conta que era isso que me deixava mais elegante! Agora sei e abusarei… assim que passar esse calor infernal! kkkk

    • Hahaha Vivian, tenhi todos esses vestidos da Antix, até o da borboleta… Que gosto parecido temos, hein?
      Acho que tem dicas que servem mais para una gordinha do que outra… Eu gosto de longos pois escondem minhas pernas que estão feias e me deixam ainda mais alta!
      Ah! Aquele vestido de mar é meio armado embaixo da cintura mesmo… Quero ver a outra versão! =*

      • Vivian disse:

        Acho que temos gostos parecidos mesmo! heheh Deve ficar lindo em vc o das borboletas!
        Eu tenho a cintura bem fina e o quadril laarrrgo, então vestidos que marcam a cintura e ficam bem soltinhos no quadril me deixam melhor. Geralmente são os curtos, daí… pq fica aquela sensação de movimento, sabe? Ninguém vê que o volume é do meu quadril, dá a impressão que é o tecido! kkkkk Bjss

        • Joyce Nunes disse:

          Te entendo perfeitamente! Por isso que abuso deles (e a Antix é suprema neste tipo de modelo), mas estou optando pelos longos porque as pernocas de fora infelizmente já estão me incomodando… Beijos!

  4. =*

  5. muito muito BOM :)

  6. Thais disse:

    Joyce, adorei o post! Bem bacana! Só restou uma dúvida: com que parte de baixo vc aconselha usar as blusas oversized? Parabéns pelo post e pelo blog!

    • Joyce Nunes disse:

      Valeu Thais! Eu gosto de usar com legging e skinny, algo justo que não dê muito volume, né? Porque a parte de cima já é ampla, colocar algo largo embaixo pode tirar a harmonia do look… E, para gordinhas, acho fundamental que cubra o quadril, porque senão fica aquela pernoca exposta com algo grudado bem ma zona crítica (e aí já viu, hehehe).

  7. Boas dicas Joyce.
    Mas tem que ter muito cuidado com as estampas, tem que ser de fundo escuro e prints pequenos, pois isso dará a ilusão de corpo menor, do contrário aumenta.
    Tem que ter cautela com as batas também, o ideal é marcar a cintura com cinto da mesma cor ou do mesmo tecido e deixar as partes mais finas do corpo de fora como o antebraço.
    Sou consultora de imagem e estilo, e fiz um post especial para gordinhas no blog.Se quiser confere lá!bjoo http://www.dicasdasavana.com/news/look-oval/

  8. Carol disse:

    Oi Joyce! Qual a marca do segundo vestido, de estampa espelhada? Simplesmente AMEI, tô surtando ainda!!!! Hahahaha.
    Tentei ler a etiqueta porém não obtive muito sucesso :P mas me parece ser gringo…
    A propósito, sabe onde eu posso encontrar uma versão nacional desses, sem ser da Antix?

    Bjs, boa semana!! =)

    • Joyce Nunes disse:

      É gringo, infelizmente? Dorothy Perkins! Sucesso!
      Ainda não vi espelhado dos rodadinhos por aqui, só dos justinhos. Morri com esse. É tudo de lindo! Bjs!

  9. é tudo verdade isso aí mesmo, já observei o efeito emagrecedor em várias dessas peças que você citou. eu mesma sou total adepta das camisetas oversized e dos blazers mais compridinhos.
    beijos, joyce! adoro seu blog!
    heloisa (http://tomboyvsgirlie.blogspot.com.br)

  10. Adorei as dicas, Joyce! Devo dizer que tenho uma paixão por vestidos rodados e esses modelos que você colocou no post estão lindos demais **! Já minha mãe é fã de calça flare, acha chique e que afina a silhueta. Eu concordo!

    Eu não estou acima do peso, mas não sou extremamente magra e/ou alta como uma manequim. Acho que os tipos muito magérrimos podem usar certos looks e estampas que engordem e achatem e fica ok, mas quem não é exatamente assim tem que prestar atenção, caso não seja o efeito desejado. Eu, por exemplo, quando uso um look larguinho tento sempre marcar a cintura. E ao usar calça estampada, deixo mais justinho em cima. Quem tem o tipo curvilíneo como eu, seja magra ou acima do peso, tem que ter cuidado pra não esconder o ponto forte (cintura e tal) e destacar o que naturalmente já é maior (quadril, pernas, por vezes braços ou seios).

    Beijos

    • Joyce Nunes disse:

      Certamente! Por isso que sempre prefiro os modelos acinturados de vestido, como os “rodados” e os tubinho! O negócio é balancear a estrutura, como vc disse! =*

  11. Lygia disse:

    adorei o post! tirando as estampas espelhadas e as listras laterais, que nunca usei, todas essas roupas sempre fizeram parte do meu guarda roupa, mesmo quando eu me incomodava com os braços magros e a costela aparecendo auhuhahuahuahu
    eu já usava porque são escolhas elegantes, que ficam bem em qualquer tipo de corpo, sendo, em geral, muito femininas e confortáveis…
    só acho equivocado colocar listras laterais quase que só em vestidos justos e brancos… quando a maior parte das pessoas ficaria com a barriga marcada em um vestido assim! usar tons não tão claros no centro manteria o contraste sem evidenciar a, ahn, pochete… estampas miúdas em fundo cinza também, e ficariam lindas com o preto das bordas!

  12. Nunca pensei no vestido rodado ou na estampa espelhada como opção…boas dicas guria :)

  13. Nossa, adorei o post, muito mesmo! Já faz tempo que acompanho seu blog, mas nunca havia comentado! Acho você o máximo, além de linda… sou sua fã de carteirinha! Obrigada pelas dicas! Beijos :)

    • Joyce Nunes disse:

      Prazer em “conhece-la” Dálete!!! Fico feliz quando alguém fica estimulada a comentar pela primeira vez… espero que aproveite as dicas! =***

      Ahhhh! E obrigada pelos elogios gentis!

  14. Fabiana disse:

    a dica das camisetas oversized vai contra tudo que é informado por especialistas no assunto. Quando se está acima do peso deve-se fugir de modelagens que alargam ainda mais o visual. Se vc usa 40 deve usar roupa para modelagem 40 (certa no corpo sem ficar justa ou folgada). Escolher roupas folgadas quando se está acima do peso é a maior furada

    • Joyce Nunes disse:

      É, por isso mesmo que eu disse no começo do post "que me baseei nas minhas próprias observações e experiências e não sou uma profissional de consultoria de imagem".
      Acho que depende do tipo de corpo da pessoa. Eu estou acima do peso e me sinto ótima com camisetinhas assim, elas ficam certinhas onde tem que ficar e escondem exatamente o que tem que esconder. Conheço várias meninas que também estão acima do peso e abusam deste tipo de camiseta, mas não daquele jeito antigo tipo "roupa de velha"… são camisetas mais modernas!
      Mas se a pessoa realmente estiver muito acima do peso (não só um pouquinho), usar roupas muito largas realmente pode ampliar a figura… vou fazer essa observação no post!

  15. Que maravilhoso esse segundo vestido de estampa espelhada!! De onde é?

  16. Ana disse:

    lindo de mais!!!!

  17. muito boas as dicas…

  18. gostei!

  19. e meu filho

  20. gostei

  21. Gostei muito.

  22. muito legal

  23. amei esta kafta azul , maravilhosa. Otimas as propostas!!

  24. Adooorei vc me ajudou de montao…obrigada.

  25. Odeth Jean disse:

    Adorei as dicas,e acredito que algumas colocarei em pratica para ver se dará certo em mim

  26. ninha alves disse:

    amei as dicas,n sou gorda mas tem vezes que pareci,que tudo quê visto fica feio e pareço gorda…mas agora vou colocar tudo em pratica da maneira certa.,tchauu!

  27. Layse Danielly disse:

    Gostei muito

  28. gosteiii.. :3

  29. Gizélia Gomes disse:

    Adorei os modelitos e as dicas, parabéns pelo site.

    Gizélia João Pessoa-PB

  30. Gostei muito das dicas

  31. Jaqueline C. Santos disse:

    gostaria de saber o melhor tecido que de mais caimento nesse vestido preto pois nao entendo muito de tecido
    ???

Trackbacks

  1. [...] o máximo! E a maioria dos modelos posiciona as listras em regiões estratégicas, para favorecer a silhueta! Caso não queira comprar uma peça que já tenha o mix de listras, é só usar uma calça ou uma [...]

Comente!

*

Seu comentário pode demorar alguns minutinhos para ser exibido no blog.