Há alguns dias resenhei os batons mais escuros e exuberantes da edição 2015 da coleção The Matte Lip da MAC (podem ser vistos aqui) e hoje mostrarei mais algumas cores que adorei:

gostei-e-agora-mac-the-matte-lip-2015-men-love-mystery-whirl-d-for-danger-swatches-03

Men Love Mystery, Whirl e D For Danger. As tonalidades não são tão inusitadas quanto às do post anterior, porém não deixam de ser especiais e charmosas.

Já adianto que estou apaixonadíssima pelo D for Danger. Me surpreendeu!

gostei-e-agora-mac-the-matte-lip-2015-men-love-mystery-whirl-d-for-danger-swatches-01

gostei-e-agora-mac-the-matte-lip-2015-men-love-mystery-whirl-d-for-danger-swatches-02

Como comentei no outro post, a fórmula dos mattes da MAC não é tão sequinha, desliza super bem nos lábios. Em algumas cores, um certo brilho pode ficar perceptível logo ao se aplicar, mas posteriormente some (neste post, isso ocorreu somente com o D For Danger, os outros já ficam bem opacos logo de cara). A MAC possui um outro acabamento ainda mais matte e sequinho, chamado Retro Matte (veja aqui um post exemplificando todos os acabamentos da MAC).

A pigmentação exemplar se confirma também, justamente o que torna a marca referência em batons. A uniformidade na cor nos lábios e duração também são ótimas. O cheirinho é aquele tradicional de baunilha da MAC.

Vamos agora às fotos nos lábios (sem balm, sem flash, em luz natural):

gostei-e-agora-mac-the-matte-lip-2015-men-love-mystery-swatch-01

gostei-e-agora-mac-the-matte-lip-2015-men-love-mystery-swatch-02

Men Love Mystery é um roxinho levemente azulado com um forte fundo rosado e altura de tom média para escura. Um chuchuzinho! É uma opção para quem quer se jogar na onda dos batons roxos mas não tem coragem de usar algo mais excêntrico.

Dizem que é a versão matte do cremoso Up The Amp (acabamento Amplified), mas ainda achei o Men Love Mystery ainda mais roxinho do que o Up The Amp, que por sua vez é mais rosado. Não dá para negar que são parecidos, da mesma família (até que quem tem um teoricamente não precisa do outro), porém eu ainda curto mais o impacto do Men Love Mystery.

Quanto à comparação com o Heroine, outro famoso matte da marca, o Men Love Mistery ainda é bem mais suave e rosado. O Heroine é bem mais escuro, intenso, vibrante e azulado. Digamos que o Men Love Mistery pode ser usado como uma versão light do Heroine.

gostei-e-agora-mac-the-matte-lip-2015-whirl-swatch-01

gostei-e-agora-mac-the-matte-lip-2015-whirl-swatch-02

Whirl é um autêntico batom mocha (marrom/bege cor de café-com-leite e chocolate), com altura de tom de média a escura e um leve fundo rosado e quente. Lembra outro matte da MAC, o Pander Me, mas ainda é mais neutro que este, que por sua vez é bem mais alaranjado.

Essa tonalidade é perfeita para conseguir aquele visual bocão tão almejado na atualidade, sabe?

Desde que a MAC anunciou as novas cores para 2015 da coleção The Matte Lip estava esperando ansiosamente para conhecer os batons. Hoje vou mostrar os tons mais escuros e impactantes lançados, em resenha:

gostei-e-agora-mac-retro-matte-matte-royal-instigator-antique-velvet-swatches-the-matte-lip-resenha-01

Matte Royal, Instigator e Antique Velvet. Tons que fogem bastante do comum, com direito a um azulão, que está dando o que falar desde que foi anunciado.

gostei-e-agora-mac-retro-matte-matte-royal-instigator-antique-velvet-swatches-the-matte-lip-resenha-02

gostei-e-agora-mac-retro-matte-matte-royal-instigator-antique-velvet-swatches-the-matte-lip-resenha-03

Assim como disse sobre a primeira leva da coleção (resenhada aqui), no geral eles são matte mesmo, opacos, com pouquíssimo ou quase nada de brilho. Mas não chegam a ser tão sequinhos quanto um retro matte, dão até uma boa deslizada nos lábios na hora de passar direto da bala. Alguns deles chegam até ter um brilho bem notável e um bom potencial de hidratação para um batom classificado como matte, mas só na hora da aplicação, pois depois de alguns minutinhos tendem a ficar um pouco mais opacos.

A pigmentação de todos é ótima, até nas cores mais excêntricas e frias. A duração, idem. O cheirinho é aquele tradicional de baunilha da MAC.

Agora, as fotos nos lábios (sem balm, sem flash, em luz natural):

gostei-e-agora-mac-retro-matte-antique-matte-royal-the-matte-lip-resenha-02

gostei-e-agora-mac-retro-matte-antique-matte-royal-the-matte-lip-resenha-01

Matte Royal é um azul bem puxado para o roxo. Dá até para se dizer que é um roxo extra azulado. O que vai definir o resultado final é o tom de pele de quem está usando o batom, assim como a luz em que se está. Na luz quente, fica mais roxo. Na fria, mais azul.

Apesar de ser azul, o tom não é tão escuro e profundo quanto parece ser (como, por exemplo, é o Instigator, que mostrarei a seguir). Em algumas pessoas, tende até a ficar na altura de um lilás, se tornando mais intenso quando adicionadas mais e mais camadas. De qualquer maneira, impressiona a uniformidade da cobertura, mesmo com uma única camada.

gostei-e-agora-mac-retro-matte-antique-instigator-the-matte-lip-resenha-01

gostei-e-agora-mac-retro-matte-antique-instigator-the-matte-lip-resenha-02

Instigator é um roxo bordô escuríssimo e profundo, quase preto. O incrível é que, apesar de ser tão escuro, a nuance roxa se revela de uma maneira muito intensa e bela, rosada e fria ao mesmo tempo. A cor na bala engana, pois só revela o lado fechado da cor. Posso afirmar categoricamente que é o batom mais lindo que já usei na vida e o mais lindo da MAC. Estou apaixonada!

No entanto, ele é consideravelmente cremoso para um batom matte, apesar de o tom bem escuro não deixar muito brilho se revelar.

Frequentemente está sendo comparado ao Cyber, como sendo a sua versão matte, mas não acho que a semelhança seja tanta a ponto de um substituir o outro. Sim, ambos podem ser roxos fechados e escuríssimos (e bem parecidos), mas o fundo da tonalidade do Instigator é bem mais viva e aberta do que a do Cyber. O Instigator revela um belíssimo fundo rosado que puxa para o bordô, enquanto o Cyber é mais desaturado, “morto”, bem cor de berinjela. Além do que, por causa do acabamento, é bem menos homogêneo. Nem preciso dizer que gosto mais do Instigator, né? O coitado do Cyber ficou aposentado depois que comprei o Instigator!

Depois do colorido do look anterior, o que vou postar agora é all black!

gostei-e-agora-look-boho-witch-vestido-de-veludo-manga-flare-maria-filo-para-cea-joyce-nunes-01

gostei-e-agora-look-boho-witch-vestido-de-veludo-manga-flare-maria-filo-para-cea-joyce-nunes-02

Desde que me conheço sou apaixonada por veludo cristal: o toque, o brilho e a textura sempre me fascinaram! Fiquei encantada por esse vestido da última coleção da Maria Filó para C&A, com mangas flare. Foi essa modelagem que me fez notar nele não só um toque boêmio, mas também dark, tanto pela cor quanto pelo tecido e caimento. Resolvi apostar então nesse clima mais místico, caindo então numa vertente que está rolando com o nome de Boho Witch. Uma coisa meio Jovens Bruxas da floresta, hehehe…

gostei-e-agora-look-boho-witch-vestido-de-veludo-manga-flare-maria-filo-para-cea-joyce-nunes-03

gostei-e-agora-look-boho-witch-vestido-de-veludo-manga-flare-maria-filo-para-cea-joyce-nunes-04

gostei-e-agora-look-boho-witch-colar-ametista-miniminou-05

Foi este colar de ametista da Miniminou que deu o arremate final ao look, a cara que eu desejava. Ele fica perfeito sobre fundos escuros, parece uma pedra mágica. Aliás, a do meu signo é ametista, então sempre tive uma relação especial com ela. O mais legal é que, como a pedra é bruta, nenhum colar é idêntico ao outro. Tem mais dele aqui!

gostei-e-agora-look-boho-witch-vestido-de-veludo-colar-ametista-miniminou-joyce-nunes-06

gostei-e-agora-look-boho-witch-vestido-de-veludo-manga-flare-maria-filo-para-cea-07

gostei-e-agora-look-boho-witch-vestido-de-veludo-manga-flare-maria-filo-para-cea-08

gostei-e-agora-look-boho-witch-vestido-de-veludo-manga-flare-maria-filo-para-cea-09

gostei-e-agora-look-boho-witch-vestido-de-veludo-manga-flare-maria-filo-para-cea-10

O chapéu floppy de feltro é da C&A. O tattoo choker com strass é da Wet Seal. O cintinho já veio com o vestido.